A VELHA A FIAR

A Velha a Fiar

Ilustração da velha canção popular do interior do Brasil, utilizando tipos e costumes das velhas fazendas em decadência. 

CURTA-METRAGEM BRASILEIRO

EXIBIÇÕES

  • 18 Mar, 19:30
    Cine Jaguar
  • 19 Mar, 14:30
    Cine Jaguar

FICHA TÉCNICA

  • Elenco
    Matheus Collaço
  • Fotografia
    José de Almeida Mauro

DIREÇÃO

  • Humberto Mauro

    Humberto Mauro

    Cineasta mineiro (30/4/1897-5/11/1983). É o mais famoso diretor dos primórdios do cinema no Brasil. Nascido na cidade de Volta Grande, Humberto Duarte Mauro muda-se ainda criança para Cataguases, onde faz teatro amador. Cursa o primeiro ano de engenharia em Belo Horizonte, enquanto trabalha no Diário Oficial do estado. Na década de 20 conhece o fotógrafo Pedro Comello, que será seu companheiro de início de carreira. Em 1925 realiza o primeiro filme,Valadião, o Cratera, com duração de cinco minutos. Em Cataguases emprega aparelhagem técnica mínima e familiares no lugar de atores profissionais. Lá faz Na Primavera da Vida (1926), Tesouro Perdido (1927),Brasa Dormida (1928) e Sangue Mineiro (1929). Instala-se no Rio de Janeiro em 1930, onde filma, entre outros, A Voz do Carnaval, que marca a estréia de Carmen Miranda no cinema. Em 1933 termina Ganga Bruta, considerado sua melhor obra. A partir de 1936 trabalha para o Instituto Nacional de Cinema Educativo, para o qual produz e dirige 240 documentários. Recebe em 1970 a Coruja de Ouro do Instituto Nacional de Cinema, pelo conjunto da obra. Seu último filme, Carro de Boi (1974), trata da infância e da juventude. Depois de 1967 volta a viver em Minas Gerais, onde morre.

©2017 CineFestiVal Festival Internacional do Vale do Jaguaribe

Uma produção Deberton Entretenimento
SAUTO